Em Control

Este projeto consiste em simular um objeto sobre gravidade zero, o qual estará em um campo magnético criado por um eletroímã e um circuito inteligente de controle de temperatura, devido ao super aquecimento do eletroimã.

VÍDEO:

CONTEÚDO:
Resumo

Este projeto consiste em simular um objeto sobre gravidade zero, o qual estará em um campo magnético criado por um eletroímã, e o controle deste objeto no espaço será feito por sensores que indicarão a posição real.
Quando o objeto estiver entre os sensores, o circuito faz passar corrente elétrica acionando o eletroímã, onde o mesmo passa a ter características de imã permanente gerando, então, o campo magnético necessário para levitar o objeto. Caso o objeto não esteja entre os sensores, o eletroímã é desligado, fazendo o objeto sofrer a ação da gravidade, ou seja, caia em direção ao solo onde acionará os sensores novamente, criando então uma reação cíclica onde, se não houver nenhuma ação externa, o objeto ficará flutuando.
Em virtude do super aquecimento do eletroímã quando este tem uma tensão aplicada, foi implementado um termômetro digital que monitora a temperatura do eletroímã em graus Celsius, que poderá ser observado em um display bcd.
Leds inseridos na placa indicarão se o dispositivo de resfriamento deve ser ligado, caso a temperatura esteja menor que 30º Celsius um led verde ficará acesso o que indicará que ainda não é necessário a refrigeração, e se passar deste valor acenderá um led vermelho, assim acionando três coolers para o resfriamento.

MATERIAIS:
Circuito 1 – Controle da Temperatura
– 1 Resistor de 100 Ω;
– 16 Resistores de 330 Ω;
– 1 Resistor de 1 kΩ;
– 1 Sensor de Temperatura LM35;
– 2 Capacitores de 33 nF;
– 1 Capacitor de 100 nF;
– 1 LED Vermelho;
– 1 LED Verde;
– 1 Microcontrolador PIC 16F876A;
– 1 Microcontrolador PIC 89S52;
– 2 Circuitos Integrados Decodificadores 4511;
– 1 Circuito Integrado Inversor 40106;
– 2 Displays BCD Catodo Comum;
– 2 Push Buttons;
– Fonte de Alimentação 5V;
Circuito 2 – Acionador dos Coolers
– 1 Transistor TIP142;
– Diodo N4007;
Circuito 3 – interpretador dos sensores
– 1 Resistor de 100 Ω;
– 3 Resistores de 1 kΩ;
– 1 Resistor de 10 kΩ;
– 3 Resistores de 33kΩ;
– 1 Resistor de 56 kΩ;
– 4 Resistores de 100 kΩ;
– 2 Resistores de 120 kΩ;
– 1 Potenciômetro de 10kΩ;
– 1 Potenciômetro de 50kΩ;
– 1 Capacitor de 10 µF;
– 4 Amplificadores Operacionais LM741.
Circuito 4 – Acionador do Eletroímã
– 1 Transistor TIP142;
– Diodo N4004
Eletroímã
– Ferro Doce
– 500gr de Cobre esmaltado
Estrutura
– 1 Emissor TIL32;
– 1 Receptor TIL78;
– 3 Coolers 12V / 0,15A;
– Placas de MDF

CONCLUSÃO:

AUTORES:
– Luiz Felipe Blum
– Marcio Taveira Wielganczuk
– Rodrigo Vianna da Conceição

CONTATO:
– rvianna@globo.com
– marciotw@gmail.com

IMAGENS: